segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Ilusões de uma revolução

Acabar com um regime ditatorial é fantástico, no entanto é preciso saber que não é a solução de todos os problemas. O Brasil acabou com a ditadura há 20 anos, o que não trouxe os direitos básicos e a igualdade à toda população

Depois de 18 dias de manifestações, o Egito finalmente se viu livre de seu ditador, Hosni Mubarak. Pessoas morreram, vários feridos, mas no fim, o empenho de uma revolução, que usou a internet como instrumento de movimentação, pode ter mudado mais um país árabe. Mas será que mudará mesmo?

A democracia propicia um sistema que traz uma série de benefícios, ou pelo menos temos essa sensação. Logicamente, a liberdade de expressão, de pensamento de expor suas ideias é ampla e este é seu principal ponto positivo. No entanto, ela está longe de garantir os direitos básicos dos cidadãos. Ela por si só não resolve as questões mais relevantes dentro dos problemas da sociedade.

Neste sentido, derrubar um presidente ditador significa uma grande vitória. Mas o resultado dessa vitória só poderá ser entendido em longo prazo. O Brasil há 20 anos eliminou uma ditadura, e, embora tenha avançado em vários setores (principalmente na liberdade de expressão de quem pode se expressar), ainda apresenta problemas primários para um país que quer ser desenvolvido.

Que esta vitória não facilite que outros se apoderem do poder apenas para ter o poder. Que esta vitória seja um marco para que problemas essenciais, aqueles vividos na pele das pessoas, como fome, falta de moradia, violência e corrupção sejam resolvidos.

Mas parabéns pelo começo. Mas que fique claro, é só o começo.

No Brasil

O fim da ditadura nos anos 80 significou que os políticos precisavam de uma forma de se sutentar no poder. O resultado foi uma constituição eficaz em muitos sentidos, mas fraca quando o assunto é punir os homens do poder. Esses eleitos pelo povo podem fazer e desfazer, roubar e desroubar, e ainda com o carimbo da DEMOCRÁCIA.

Um comentário:

reafirmações de fé disse...

e está aí a reforma política em um país democrático feita (pelo povo?) imagine, por políticos!

Bem vindo

Aproveite para criticar, sugerir e ver a vida do modo diferente que ela merece.