segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Por que contar o fim do filme?

Ver um filme é uma dos melhores entretenimentos, ou um dos mais comuns. Seja no cinema ou em casa, o suspense, descobrir passo a passo do desenrolar de uma história é contagiante.

Ainda mais em um feriado, um aniversário da cidade de São Paulo. Saudade do tempo em que as pessoas viajavam e ficava tudo vazio. O aumento populacional foi tanto, que parece que nunca mais teremos uma cidade um pouquinho vazia, mas tudo bem.

Não é o incomodo das filas de cinema, ou das chuvas que atrasam a todos, mas sim, tentar compreender o ser humano. Neste caso, aqueles indivíduos que parecem ter um grande prazer em impedir a descoberta dos fatos de um filme sozinhos.

-Você viu o filme dos Tranformers?
-Ainda não, quero ver essa semana.
-Sabe o Optimus Prime?
-Sei.
-Ele morre.

Como alguém pode ter a capacidade de acabar com o barato, com a alegria, com a emoção em descobrir. Qual a graça de acabar com o mistério, o suspense, ou seja lá o que o filme trazer. Até sei que alguns não se importam, mas para mim não é a mesma coisa.
Imagine você enfrentando uma fila imensa, e, perto de conseguir comprar o seu ingresso, alguém vem e fala que o Optimus morreu, foi essa sensação.

-Meu, não conta, não fala, não quero saber, não conta o fim.
-Para velho! Deixa eu te falar como ele morre.
-Ah!!! Eu não quero saber. Não quero, não quero, não quero.

Tipos assim não são raros. Alguns não querem nem comentar, mas sim, transmitir uma insatisfação. Quando eu fui ver o filme “Eu sou a lenda”, o mesmo cara me deu apenas um toque: “O Will e o cão morrem!”.

Teimoso fui assistir, e foi, um dos piores filmes que eu já vi. Contudo, eu nunca saberei se a culpa foi do filme, que era mesmo horrível, ou se era do Cesar. Pra se ter ideia, um dos momentos que causou maior comoção foi o sacrifício do personagem interpretado por Will Smith. Já para mim, quando eu vi o ator pegando uma granada, e aquela musiquinha de fundo super triste, comecei a rir e a pensar, “já era Will”, que droga.

-Então cara, o Optimus ...
-Chega Cesar! Para de ser chato velho!
Decidi deixá-lo para trás, mas ele era extremamente persistente, e ainda acabei ouvindo o fim do que o chato queria dizer.
-Nossa! VocÊ ficou bravo só porque eu te contei que o Optimus morreu. Imagina seu conto como ele voltou à vida!

2 comentários:

Arlete Gomes disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.....Acho que está na hora de selecionar suas companhias!!!

ツ Revendedora AVON disse...

É velho, seleciona melhor suas companhias e ajuda a divulgar meu blog aqui!!!

\o/ lol

Abraços!!

Bem vindo

Aproveite para criticar, sugerir e ver a vida do modo diferente que ela merece.