quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Quando todos os partidos se unem ...

Em busca dos BENS do país

Para aprovar um aumento básico de 61%, deputados e senadores de todas as coligações possíveis (com a exceção do Psol) votaram em UM DIA.

UM DIA!


É praticamente impossível lembrar o dia em que uma decisão foi tomada de forma tão rápida, e mostra, como os políticos estão interessados nos BENS e não no BEM da nação.

Para fazer um paralelo, imagine que desde 2008 é pensado o reajuste dos policiais militares, a denominada PEC 300. Vai trocar de governo e nada foi decidido. A única decisão é a de que vão discutir ainda mais.

No entanto, o que vemos quando a situação envolve os direitos de políticos que já estão no poder é completamente diferente. E pior, não houve um debate sério. Aonde estava a tal oposição, ou situação, ou seja lá o que tanto encenam nas eleições.

Uma obra não é aprovada muitas vezes porque partidos rivais queimam um ao outro, mas, para aprovar um aumento abusivo encontramos PT, PSDB, PTB, PDT, PC do B, PR, PSC, DEM, PHS, PMDB, PV e PPS de mão dadas, caminhando e cantando seguindo a canção da vitória do desrespeito.


O Papel da Câmara dos Deputados

Repara só, o que diz no site da Câmara sobre a função desses nossos políticos:


O Poder Legislativo cumpre papel imprescindível perante a sociedade do País, visto que desempenha três funções primordiais para a consolidação da democracia: representar o povo brasileiro, legislar sobre os assuntos de interesse nacional e fiscalizar a aplicação dos recursos públicos.

Nesse contexto, a Câmara dos Deputados, autêntica representante do povo brasileiro, exerce atividades que viabilizam a realização dos anseios da população, mediante discussão e aprovação de propostas referentes às áreas econômicas e sociais, como educação, saúde, transporte, habitação, entre outras, sem descuidar do correto emprego, pelos Poderes da União, dos recursos arrecadados da população com o pagamento de tributos.


Piada né!


Exercícios para não ser cético
1) Só com muito exercício e força de vontade se consegue acreditar um pouco na política brasileira, e crer que ela, de alguma forma poderá nos ajudar. Mas é impossível se manter tranquilo quando você acredita em uma lei que é ineficaz, quando sorrateiramente por meio de outra decisão judicial um sujeito como Paulo Maluf voltará ao poder. E que retornará para ganhar 60% a mais do que já faturava e faturou durante toda sua "respeitosa" vida pública.


2) Coincidência o Tiririca ter aparecido na Câmara justamente no dia desse aumento. Nem desviou o foco não é?


3) O importante é que agora é hora das férias dos meninos do Planalto. Missão cumprida em 2011.

4) O Brasil deixa de ter presente no senado Marina Silva (PV) e Heloísa Helena (Psol) que encerram seus mandatos. Pelo menos o Netinho não ganhou.

2 comentários:

Fernanda Kanasiro disse...

O ocorrido foi uma das coisas mais absurdas que eu já vi, e o pior é saber que tudo isso é feito com o dinheiro de quem????
Muito bom o texto Paulo, Parabéns!!!

Patrícia disse...

Nossa,

Muito pertinente o seu texto. Ele mostra o descaso com a população e como, infelizmente, o poder político é movido por interesses individuais.

Espero ao menos que o Psol seja realmente um partido diferente, como diz o nosso querido Plínio de Arruda Sampaio. Em pensar que o salário mínimo não chegará a R$ 600,00, fala sério.

Bem vindo

Aproveite para criticar, sugerir e ver a vida do modo diferente que ela merece.